Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um 1º ministro ADEQUADO?

por Ssssstress, em 29.08.13

Depois de tantos anos e tantos governos terem embarcado no comboio do deixa andar, voltam a referirem-se os muitos meios postos à disposição para combater os multiplos incêndios. Mas as medidas de prevenção, fiscalização e vigilância são completamente ignoradas durante o tempo fora da época de incêndios, que como se sabe é decretada (??) e vai de Junho a Setembro, salvo erro.

Do 1º ministro já ouvi muita coisa: piegas, emigrem, desemprego é uma nova oportunidade, enfim é um fartote.

Faltava dizer que os meios postos à disposição de ajuda aos bombeiros, são os adequados!

Bombeiros que morrem, que ficam feridos alguns deles com sequelas físicas (e outras) para o resto da vida, que estão esgotados por andarem em combate contínuo, cansados e sem dormirem, e mal alimentados, têm os meios adequados?

Também aqui o que temos é um 1º ministro desadequado!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:32

O FOGO

por Ssssstress, em 25.08.13

Talvez eu seja incapaz de entender algumas coisas (ou muitas coisas mesmo), e essa terá sido a razão porque discordei e critiquei as declarações do ministro do interior Miguel Macedo, quando afirmou estarem disponíveis bastantes meios para combater os incêndios que têm queimado vidas e florestas.

Tenho vontade de dizer ao sr. ministro que é antes dos incêndios começarem que se devem disponibilizar meios para os evitar, com vigilâncias permanentes, com fiscalizações eficazes de limpezas de matas e de matos, com o estabelecimento de acessos, com o apetrechamento de meios aos bombeiros para que saibam o que fazer, quando e como, e proporcionando-lhes conhecimentos do meio ambiente susceptível de virem a ser zonas de risco.

Claro que é impossível uma "cobertura" de 100%. Mas também me parece ser claro que isso de "encher a boca" afirmando que há muitos meios à disposição quando os incêndios já são multiplos, é manifestamente uma maneira de esconder o que não foi feito antecipada e preventivamente, e que deveria ter sido.

Seguramente com menos meios mas com melhores resultados.

Não sei (e duvido que se venha a saber) quais os custos de toda esta operação de combate aos fogos que sistemáticamente (e todos os anos) acontecem. Estou em crer que é muito mais do que o que poderia ser para uma verdadeira e efectiva prevenção.

E sem me referir às vidas perdidas, nem aos feridos, nem aos traumas e aflições dos que ficaram sem casas e outros bens que lhes asseguravam o sustento.

Por isso, sr. ministro, não venha com essa dos muitos meios à disposição!

Porque isso já vem tarde. Como diz o povo: já vem tarde e a más horas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:30

AS FALHAS DE MEMÓRIA

por Ssssstress, em 03.08.13

Há seguramente uma razão para que os políticos portugueses, quando confrontados com algo que fizerem e cujo resultado não foi "o melhor", são acometidos com surtos de amnésia. Esta situação atinge ministros e secretários de estado, mas também ex políticos e directores de empresas públicas e outras; tratar-se-á de uma epidemia? Talvez possam ser medicados com doses reforçadas de um produto que ultimamente está a ser publicitado, relacionado com elefantes segundo é sugerido nos tais anúncios. Porque honestidade e integridade não são detectadas, doses suplementares de vergonha também não serão de despresar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:50


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2013

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031




Arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D