Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOG DO STRESS

Entre sem pressas e se comentar faça-o com calma! Para stressado basto eu!

MARÉS.

por Ssssstress, em 27.07.12

Vivemos num país que flutua ao ritmo das marés.

Mas tal facto não é de agora; é de sempre!  Antes de 74 era um mar calmo, calmo como um lago, sem correntes, e as poucas ondas "morriam" nas praias à guarda de quem de marés nada sabia ou não lhes interessava saber.

Depois de 74 as águas agitaram-se, rebentaram em fúria nas areias e nas arribas das margens mas gradualmente foram serenando restando hoje alguma ondulação de que os surfistas -sobretudo eles- tiram algum proveito.

Não sabendo para onde navegamos sei contudo que este mar não nos conduz a bom porto. Sei que esta maré não é A maré de que necessitamos. E pior, sei que os homens do leme nunca percebendo bem por onde navegavam, trouxeram-nos para este mar de escolhos e baixios, de onde agora os seus "descendentes" não têm nem engenho nem arte para daqui sair!

Tomara que, por algum milagre pouco provável, aconteça uma maré mais viva arrastando-nos para longe deste mar de crises!!

É 1 VERGONHA!!

por Ssssstress, em 20.07.12

Foi o que o Dr. Ribeiro e Castro disse, criticando o modo como os professores se comportaram após a intervenção do ministro Crato.

Eu concordo Dr. foi uma vergonha. Mas é somente esta que conta? Não há outras e bem mais graves "vergonhas" no procedimento deste e de outros ministros que, escudados em directivas troikanas, procedem na aniquilação progressiva e sistemática da sociedade civil cortando tudo o que é passível de ser cortado?

É certo que outros não fizeram melhor e nem tiveram a troika como desculpa. Mas por isso mesmo, porque viram o que esteve mal, tinham obrigação de fazerem melhor do que estão fazendo. Assim, é também uma vergonha!

2 QUESTÕES ao Ministro BRANCO

por Ssssstress, em 18.07.12

Ao Ministro Branco o que se lhe ofereceu comentar foi sugerir ao Bispo da tropa que deveria escolher entre sê-lo ou tornar-se comentador político?

Ao Ministro Branco há que dizer-lhe que em democracia não é necessário deixar de ser o que somos (nem quem somos, nem como somos) para expressarmos as nossas opiniões, sejam elas corretas ou não, sejam elas favoráveis ou não, a quem são dirigidas.

Ou a sugestão do Ministro Branco é aplicável somente aos que criticam mas não aos que aplaudem?

ROMANCE ou NOVELA?

por Ssssstress, em 13.07.12

O romance à volta do académico Sr. Relvas está cada vez mais enredado numa teia de amizades, influências e favores, que não se sabe como irá terminar. Se de facto alguma vez tiver um fim.

Bem vistas as coisas os cães ladram e ele mantêm-se contra tudo e contra todos a minesteriar independentemente das suas competências e saberes.

Demitir-se? "Isso é que era bom"! Demitirem-no? Nem pensar!

À boa maneira portuguesa (considerando a faixa social em apreço) nada vai acontecer e o Sr. Relvas e o seu academismo acabarão por cair de maduros.

Se chegarem a cair o que é pouco provável!

Quem deve andar preocupado devem ser os que de facto cursaram na Lusófona e que não será relevante para um curriculum!.